Fique Sabendo
Vídeo apresenta memórias dos comunistas de Benfica - 02/04/2014

1658 acessos.

panfletoNesta quinta-feira (03/04), o curta "Elos da Resistência em Benfica" será apresentado na Livraria Liberdade. O vídeo da jornalista Aline Junqueira reúne lembranças dos moradores e familiares sobre a atuação dos "resistentes" na localidade. "Vivemos um período em que memórias silenciadas estão vindo à tona. O movimento comunista não ficou restrito a estudantes e intelectuais, nem ao centro das cidades. Em Benfica, uma região que se desenvolveu em torno do militarismo, por exemplo, são os comerciantes que erguem a bandeira porque exigem melhorias", comenta a jornalista que também é mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Ela vai mediar a mesa redonda "Memórias da Resistência em Juiz de Fora", com os militantes Clodesmidt Riani, Luiz Carlos de Carvalho, Luiz Carlos Torres Martins e Ricardo Cintra. "Minha pesquisa é sobre memória, as disputas e arranjos entre as memórias. É um prazer estar participando deste momento histórico de tirar das 'sombras' estas lembranças do passado", comenta.

O encontro integra o "Circuito 1964: história, memória, cultura e resistência (50 anos do golpe)" e será realizado às 20h, na Livraria Liberdade, à rua Benjamin Constant, 801.


Detalhes sobre os convidados da mesa

- Clodesmidt Riani, advogado reabilitado pela anistia (presidente da Confederação Geral dos Trabalhadores em 1964) tendo sido preso e confinado em Fernando de Noronha na época), ex-presidente do Comando Geral dos Trabalhadores (CGT) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria (CNTI) e ex-deputado estadual pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), de 1954 a 1964, e pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), de 1983 a 1987. Foi a principal liderança sindical no período anterior à ditadura no país.

- Luiz Carlos de Carvalho, presidente do Comitê pela Verdade, Memória e Justiça de Juiz de Fora (CMVJ-JF) e Ex-Presidente do Diretório Acadêmico de Engenharia (Gestão 1973-1974).

- Luiz Carlos Torres Martins, presidente do Diretório Acadêmico de Farmácia e Odontologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), secretário do Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFJF) em 1963. Viveu na clandestinidade apoiado pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), pertenceu ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e, atualmente, pertence a Associação Brasileira de Odontologia (ABO), Conselho Regional de Odontologia (CRO) e Movimento Familiar Cristão (MFC).

- Ricardo Cintra, professor de história, preso em 1968 e 1971.

  
    Comente!
© direitos reservados desde 2008 -  benficanet.com - contato@benficanet.com